5 problemas comuns que seu orçamento pode corrigir

Quando se trata de dinheiro, cada um de nós enfrenta problemas únicos. Nossas finanças são verdadeiramente pessoais. Razão pela qual soluções “prontas” parecem uma perda de tempo. Ter autoconhecimento é o primeiro passo para dar sentido às suas finanças. Mas, mesmo que você tenha começado a rastrear seu dinheiro religiosamente e até mesmo a fazer um orçamento, você ainda enfrenta alguns problemas “teimosos” com o fluxo de dinheiro.

Você ainda pode gastar mais do que ganha, ficar sem dinheiro em breve ou ultrapassar seus orçamentos. Como, então, você pode resolver isso de forma direta?

Aqui estão 5 problemas comuns de dinheiro e as pequenas mudanças no seu orçamento que podem corrigi-los:

Categoria com gastos desenfreados

Você pode estar indo bem na maioria dos campos do seu orçamento, mas existe uma categoria teimosa que o desenquadra do orçamento todos os meses. Para alguns pode ser de compras, já para outros pode ser comer fora. Você tentou tudo o que pôde, mas não conseguiu dominar seus gastos nesta categoria.

A Solução

Identifique através da sua ferramenta de controle orçamentário essa ovelha negra em suas finanças. Depois de saber onde você está pecando, tente mudar a maneira como você lida com essas despesas. O primeiro passo é criar um orçamento separado para esta categoria e definir o quanto você deseja gastar nela.

Agora, tente mudar para gastar nessa categoria específica somente em dinheiro. Desta forma, você pode ser mais consciente do quanto você gasta.

Ou tente desafiar-se e diminuir gradativamente os limites despendidos para essa categoria e acompanhá-la a cada gasto. No final do período orçamentário, você pode mover o dinheiro que você economizou para um objetivo que estava economizando.

Se esta categoria é algo que você não pode reduzir, inspecione outras áreas onde você gasta. Talvez seja necessário reexaminar suas prioridades de gastos e reduzir algumas outras despesas para equilibrar esse excesso.

Leia também: 4 perguntas para deixar de gastar por impulso

Rápida escassez de caixa

Outro problema comum que muitas pessoas enfrentam é que, de acordo com o período do mês em que elas recebem, acabam enfrentando momentos de escassez de caixa.

No Brasil somos acostumados a receber até o quinto dia útil do mês, portanto, não é difícil você se deparar com uma grande dificuldade de caixa nos últimos dias do mês. E a única solução aparente para isso parece ser a chegada do próximo pagamento.

A Solução

O que você precisa levar em conta quando você cria um orçamento é a forma como suas finanças são estruturadas. Essa escassez de caixa pode surgir quando você segue cegamente alguns métodos de orçamentos.

Uma maneira de evitar isso é dividindo seu mês em semanas e estabelecendo orçamentos e limites semanais. Para efetivar esses limites, mantenha apenas o limite semanal em sua conta corrente, depois de ter movido o resto para sua conta poupança. Ou saque em dinheiro e gaste apenas isso ao longo da semana. Isso irá ajudá-lo a parar de gastar quando seu limite semanal acabar.

Leia também: O dinheiro traz felicidade?

Fluxo de caixa insuficiente

Agora, e se ao invés de receber todo começo de mês, você receba semanalmente? Ou duas vezes por mês? Então o problema será completamente oposto. Você pode não encontrar dinheiro suficiente para pagar suas contas no início e ficar com dinheiro suficiente e mais para o final do mês.

A Solução

Quando você tiver o período excedente, planeje e reserve uma parte do seu dinheiro para cobrir as despesas no início do próximo mês. Você pode economizar uma porcentagem do seu salário, para que não fique sem dinheiro para gastar em mantimentos e outros custos de entretenimento no período atual.

Uma boa maneira de resolver isso é automatizando suas economias. Decida quanto você planeja guardar de cada salário e configure para que automaticamente vá para uma conta da qual você pode pagar suas despesas no próximo período. Crie um orçamento para o resto do montante e rastreie seus gastos para garantir que não exceda as categorias.

Leia também: Como definir bons objetivos financeiros: passo a passo para alcançá-los

Diálogo sobre dinheiro com seu parceiro

Algumas pessoas acham que são excelentes para cuidar do dinheiro quando estão sozinhas, mas acabam sendo controladas e ressentidas quando trouxerem seu parceiro para o “jogo”. O orçamento como casal não é o mesmo que o orçamento por conta própria. Porque aqui a comunicação desempenha um papel importante. Quando você começa a administrar o dinheiro com o seu parceiro, você pode acabar entrando em desentendimento por despesas por falta de clareza entre vocês dois.

A Solução

Compartilhe suas finanças. Caso não seja tudo, compartilhe a parte que é gerenciada em conjunto. Quero dizer não apenas figurativamente, mas literalmente. O orçamento familiar deve constantemente ser analisado e pontuado pelos dois, dando a vocês dois uma ideia clara de quanto dinheiro está disponível para ser gasto em qualquer tempo. Isso irá ajudá-lo a evitar brigas desnecessárias em relação ao dinheiro.

Leia também: Reduzindo o atrito causado por dinheiro

Despesas crescentes

Você pode ter feito tudo certo, mas acha que não é capaz de empurrar suas despesas abaixo do seu nível de renda. Mês após mês, está achando repetidamente difícil cobrir suas contas ou limitar as despesas.

A Solução

Essa situação pode estar apontando para um problema de renda. Você pode não estar ganhando suficiente. Mas isso não é algo que possa mudar do dia para a noite. Então, como consertar isso no orçamento?

Crie dois rótulos: um para necessidades e outro para desejos. Vá até os gastos do último mês e rotule as transações, dependendo se esses gastos foram feitos para satisfazer uma necessidade ou um desejo.

Em seguida identifique as categorias específicas com os maiores gastos. Examine-os. Todas as categorias que você marcou como uma necessidade se qualificam para coisas que absolutamente você não pode viver sem? É possível trocar pelo menos alguns deles para o rótulo de desejos? E, há alguma maneira de reduzir os gastos rotulados como desejos? Procure o menor gasto aqui. Cortar despesas começando do menor para o maior pode funcionar melhor para o rótulo de desejos.

Crie dois orçamentos com esses rótulos e acompanha suas despesas o mais próximo possível. Examine as mudanças. Uma vez que conseguiu reduzir suas despesas por três períodos consecutivos, você pode começar a adicionar as categorias que realmente está gastando mais. Enquanto isso você também deve tentar buscar novas fontes de renda, pois esta será a solução permanente para esse problema.

Leia também: Como gastar melhor?

Considerações finais…

As duas ferramentas mais importantes que o ajudarão a lidar melhor com o seu dinheiro são o conhecimento certo sobre o que o seu dinheiro faz e as ferramentas certas para garantir que seu dinheiro possa ser redirecionado para fazer o que você deseja. O orçamente é uma ferramenta poderosa que permite planejar e atingir seus objetivos financeiros com menos esforço.

 

Início